terça-feira, 7 de dezembro de 2010

(...)


Afinal, de quantas maneiras um coração pode ser quebrado e continuar batendo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário